Arrecadação de receitas valoriza os planos do Uíge

16/01/2014 10:45 (Economia)

A actividade económica na província do Uíge conheceu, durante o ano de 2013, alguns avanços, em termos de arrecadação de receitas, tendo um registo de 1,6 mil milhões de kwanzas como receitas para os cofres do Estado.


O governador Paulo Pombolo, que falava por altura dos cumprimentos de fim-de-ano aos órgãos executivos provinciais, lembrou que esses números ainda não são suficientes para os desafios que se colocam diante do Governo e a contribuição para os indicadores estabelecidos no plano nacional de desenvolvimento (PND).

Paulo Pombolo destacou o sector da agricultura como a base para o desenvolvimento da província, pelo que o governo provincial deverá reapreciar o seu programa e definir de forma correcta as acções a realizar no próximo ano com base no PND.

“Podemos registar que em 2013, foram preparados 30 mil hectares de terra para o cultivo e o balanço da produção é de mais de 38 mil toneladas de produtos diversos. O sector deverá iniciar com o processo de mecanização da agricultura, mediante a criação de uma micro-empresa capaz de ajudar os camponeses na preparação de terras para o cultivo de produtos agrícolas”, disse.

Por outro lado, o IDA deve, no entender do governador, fazer o balanço da sua actividade e dos seus representantes ao nível intermédio no sentido de avaliar qual tem sido a sua contribuição na organização dos camponeses e na melhoria dos seus índices de produção.

Sobre o programa de reactivação da produção do café iniciado com maior intensidade em 2010, Paulo Pombolo disse que este deve conhecer outro nível na sua produção, porque actualmente existem várias possibilidades para a venda do café, e que “vários investidores pretendem participar neste processo, por isso, a organização dos produtores e o apoio que eles merecem deve constituir preocupação”.

Sector da madeira

A produção da madeira ainda não beneficia a província, porque a maior parte dos madeireiros têm as suas empresas constituídas em Luanda e é lá também onde pagam os seus impostos, e as vezes nem cumprem com as suas obrigações sociais com as comunidades. Essa foi de resto a visão apresentada pelo governador aos responsáveis intermédios. Por outro lado, Paulo Pombolo disse ser preciso intensificar a fiscalização, porque muitos que exploram a madeira não estão legalizados, razão pela qual transportam esse produto na calada da noite.

O sector da agricultura deve instar todos os criadores que foram beneficiados com o gado bovino e caprino no âmbito do programa de repovoamento animal, no sentido de avaliar os resultados alcançados por cada um.

No âmbito do Papagro, iniciado em Novembro de 2013, foram construídos três agromercas e cinco mercados realizados que resultaram em 152.200 toneladas de produtos diversos vendidos, num valor de mais de 15 milhões de kwanzas, alcançando a venda de 10.065 toneladas de café. A província possui oito agentes logísticos em iguais municípios. Foram licenciadas 21 unidades hoteleiras na província, tendo ainda registado a entrada de 999 turistas.

Jornal Economia e Finanças

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Agenda de Eventos
Último Evento
Governo do Uíge realiza 18ª edição das festas da cidade do Uíge
  • Início
    01
    jul.
    2014
    08:00
  • Fim
    07
    jul.
    2014
    23:30
 
 

2011 - Portal do Governo Provincial do Uíge - Copyright©